domingo, 11 de novembro de 2012

O custo da amamentação

O leitinho que forneço a meu filho não vende em supermercado, drogaria ou loja de bebê. Ele vem pronto, na temperatura ideal, no recipiente perfeito, que não precisa de esterelização e tudo é superfácil de carregar. O leite que ofereço tem água, gordura, açúcar, ferro e sais na medida certa, é rico em vitaminas e contém anticorpos exclusivos. Nenhuma fórmula bate essa mistura que, para completar, fortalece o vínculo mãe e bebê.
O leite que ofereço a meu filhote não causa constipação, é de fácil digestão e ajuda a previnir várias doenças da idade adulta, inclusive as modernas, como obesidade. É, portanto, um alimento com benefícios a longuíssimo prazo.
Mas ele tem um custo.

***

Leite condensado, chocolate, estrgonofe, risotos, comer fora de casa (de modo geral), biscoitos, sorvete, iogurte, molho branco e praticamente qualquer doce. Essa é a lista das coisas que mais sinto falta de comer na minha vida de dieta.
Cento e cinquenta reais em potinhos de vidro, duzentos e dez reais em antifúngicos (tópico e oral), em antibiótico e em antitérmicos, setenta reais em outros gastos de armazenamento, duzentos reais em mamadeiras especialmente projetadas para a manutenção do aleitamento materno, gasolina, muita gasolina em visitas ao IFF e a grupos de incentivo à amamentação. Bombinha tira-leite, absorventes para seios, noites de ordenha, madrugadas de ordenha, gás para ferver potes de vidro, bicos especiais, mamadeiras especiais, lágrimas, sangue e suor.
A lista é longa e não acho que vá terminar por agora. Aliás, eu não quero que termine por agora.
Meu plano é ir adiante na amamentação, mesmo voltando a trabalhar. Porque, para mim, os custos dessa empreitada, os custos desses grandes investimentos, não são absolutamente nada quando penso no tamanho do poder que, depois de gerar e parir, agora é nutrir uma pessoa.

Dona das divinas tetas (eu e Gal).

6 comentários:

  1. É isso aí, Ártemis! Não tem preço mesmo!
    Se fosse outra (muitas outras q conheço), já teriam desistido, mas vc é guerreira! Sorte do seu filho.
    Ganhou uma fã. Já li todos os posts. :)
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Mamãe guerreira!! É isso aí, desistir jamais né?? Parabéns!! Quem dera que todas as mães tivessem esse pensamento...

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ártemis, força na peruca!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ártemis, você está certa! lembre-se disso, especialmente se tudo parecer ficar mais difícil, VC ESTÁ CERTA! Força na volta ao trabalho, viu?!
    Meu e-mail é lilian_vargas@uol.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ártemis, como foi a volta ao trabalho? bjo

    ResponderExcluir
  6. Artemis, vc é minha inspiradora!! Já li todos os seus posts, estou grávida e morrendo de medo da amamentação, mas tbm vou conseguir!! Sorte pra vc na volta ao trabalho!! BjO

    ResponderExcluir